default

Em um projeto inovador que combina aprendizado prático com compromisso ambiental, o curso de Arquitetura e Urbanismo do Centro Universitário Católica do Leste de Minas Gerais (Unileste) desenvolveu soluções arquitetônicas para o Parque Estadual do Rio Doce (PERD) através da lente da arquitetura sustentável.

São propostas elaboradas para integrar o ambiente natural e os espaços de visitação pública do Parque usando técnicas de construção sustentáveis, garantindo o mínimo impacto ambiental. “O grupo de estudantes envolvidos analisaram desde pontes e trilhas até os centros de visitação do PERD, para que todas as infraestruturas existentes ali fossem aproveitadas em seu potencial máximo, sem que fossem prejudicadas”, explica o coordenador do curso de Arquitetura e Urbanismo do Unileste, Arthur Dornellas Oliveira.

Entre os projetos propostos para implementação, destacam-se: Trilhas Ecológicas Acessíveis com caminhos planejados para garantir o acesso seguro e inclusivo de pessoas com diferentes níveis de mobilidade, permitindo que todos possam desfrutar das belezas do PERD; Centro de Interpretação Ambiental, projetados para promover a conscientização sobre a importância da preservação ambiental, por meio de exposições imersivas; Mirantes Elevados posicionados para oferecer vistas panorâmicas da paisagem natural; e Áreas de Descanso Sustentáveis, com mobiliário rústico e construídos com materiais naturais.

Com as soluções elaboradas, o Parque seguirá com a concretização dos projetos.

Parceria entre Unileste, PERD e Instituto Ekos Brasil

O Unileste, em parceria técnica com o Instituto Ekos Brasil, promove ações transformadoras no Parque Estadual do Rio Doce. Essa união estratégica combina expertise, recursos e um compromisso com a preservação ambiental e o desenvolvimento social das comunidades do entorno. “Nós exercemos nosso papel enquanto espaço educativo e socialmente responsável, e formamos profissionais que entendem a responsabilidades individual e coletiva com o planeta”, esclarece Arthur Dornellas Oliveira.

80 Anos do PERD

Em julho, o Parque Estadual do Rio Doce (PERD) completa oito décadas como um dos mais importantes santuários naturais de Minas Gerais. Um marco para a preservação ambiental no Brasil, o PERD se destaca como um oásis de biodiversidade, abrigando o maior fragmento de Mata Atlântica preservada do estado e é palco para a pesquisa científica, a educação ambiental e o desenvolvimento sustentável.

Seguindo o ano de comemorações à data, o Unileste realiza Seminário Ambiental entre os dias 9 e 14 de junho, com o tema “Restauração de ecossistemas: desafios e perspectivas para a sociedade”. O evento abordará as urgentes questões das mudanças climáticas e da perda de biodiversidade, buscando fomentar o debate sobre os desafios socioambientais de grande escala que afetam o Brasil e o mundo.

Entre as atividades abertas ao público externo está a Caminhada Ecológica no PERD. No evento, os participantes percorreram um trajeto de 4 quilômetros pelas trilhas do Angico Vermelho, do Pescador e Orla da lagoa do Bispo, e têm a oportunidade de ter contato direto com a flora e fauna do Parque. Mais informações sobre como participar serão divulgadas em breve no site unileste.catolica.edu.br.

próximo artigoSemana da Enfermagem: uma homenagem aos profissionais que dedicam suas vidas ao cuidado e à promoção da saúde
Artigo seguinteCENIBRA divulga Relatório de Sustentabilidade 2023

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here