Comerciários ganham aumento de 7.2% em Timóteo e Fabriciano

Assim como em Ipatinga, reajuste salarial para os empregados das lojas nas duas cidades acompanha a inflação de setembro  

TIMÓTEO – Foi assinado, na manhã desta quinta-feira (27),  o Termo Aditivo à Convenção Coletiva de Trabalho 2021-2023  que garante aos comerciários de Coronel Fabriciano e Timóteo 7,2% de reajuste salarial. O aumento tem incidência sobre o salário de outubro, mas o documento traz um paragráfo permitindo o pagamento de diferenças salariais retroativas no salário de novembro. 

“Aquelas empresas que já fecharam a folha de pagamento podem pagar o que não foi possível no salário de outubro no salário do mês subsequente”, reforça José Maria Facundes, presidente do Sindicato do Comércio Varejista e Atacadista de Bens e Serviços (Sindcomércio) do Vale do Aço, representante patronal responsável pelas negociações salariais com as entidades que defendem os empregados.   
Com o fim das negociações com os representantes dos comerciários em Timóteo e Fabriciano, o piso salarial da categoria ficou unificado nas três principais cidades da região: R$ 1.485.

“Tanto o reajuste do piso quanto dos demais salários dos trabalhadores no comércio acompanharam a inflação, ou seja, seguem o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) acumulado entre 1º de outubro de 2021 e 30 de setembro de 2022”, justifica Facundes, lembrando que a data-base do comércio no Vale do Aço é 1º de outubro.  

Detalhes Os termos aditivos com todos os detalhes e reajustes sobre demais cláusulas econômicas estão disponíveis em www.sindcomerciova.com.br. Outras informações podem ser obtidas pelos telefones da entidade patronal: 3821-9020, 3842-2040 e 3849-4490.



próximo artigoQuanto mais cedo o câncer de mama é detectado, maiores são as chances de tratamento e cura
Artigo seguinteUsiminas comemora 60 anos de Operações