CENIBRA realiza Semana da Árvore

Em comemoração ao Dia da Árvore, celebrado em 21 de Setembro, a CENIBRA está realizando a Semana da Árvore. Durante o evento, a Empresa distribui mudas de árvores nativas, ornamentais e frutíferas, produzidas no Viveiro interno. O intuito é incentivar os empregados e prestadores de serviço a fazerem o plantio das mudas e contribuir para a conservação do meio ambiente.

Em troca, a Empresa está arrecadando caixas de leite que serão doadas pelo Instituto CENIBRA a entidades filantrópicas da área de atuação. Estão disponíveis para troca mudas de diversas espécies. Elas podem ser usadas na ornamentação de parques e jardins, formação de pomares e preparo de chás e temperos, por exemplo.

A distribuição acontece no período de 20 a 23/9/2022 e a expectativa é distribuir cerca de 6 mil mudas. Com mais esta ação, a CENIBRA reafirma a importância da conservação da biodiversidade e promove a solidariedade nas comunidades onde atua, por meio de ações beneficentes.

Importância

Uma das mais importantes riquezas naturais que o mundo possui são as árvores. Elas são essenciais para o meio ambiente e, consequentemente, para o equilíbrio do nosso planeta, pois liberam grande quantidade de água por evaporação, ajudando na formação das chuvas e regulação do clima. Além disso, as árvores protegem os solos contra erosões. Produzem oxigênio no processo de fotossíntese. Capturam gás carbônico da atmosfera, funcionando como reservatórios de carbono. Servem de abrigo para uma grande quantidade de seres vivos. Fornecem alimento para vários organismos vivos, inclusive os seres humanos. E possuem diversas aplicações econômicas como a produção de celulose, carvão, látex, madeira para construção civil e indústria farmacêutica.

Por meio de suas ações e projetos socioambientais, a CENIBRA sempre reforça para a comunidade de sua área de atuação a importância da preservação ambiental. A Empresa maneja uma área de aproximadamente 254 mil hectares, sendo 51% de plantio de eucalipto e 41% de área de floresta nativa (são mais de 105 mil hectares preservados). O restante, em áreas destinadas para infraestrutura e outros usos.

Fonte: Agência Brasil

próximo artigoLançamento da Semana Nacional do Trânsito em Ipatinga
Artigo seguinteCruzeiro recebe Vasco tentando garantir o acesso à Série A