Aumenta o número de associados que faltam às consultas médicas

A ausência dos associados às consultas médicas é um problema que atinge toda a estrutura de atendimento da AAPI. As faltas não justificadas complicam a rotina e o fluxo de trabalho na sede, unidades de saúde, causando aborrecimentos a outros pacientes, e prejuízos financeiros à Associação.

Ao contrário das outras campanhas de conscientização anteriores, o foco agora é outro. Com o objetivo de valorizar as pessoas atentas aos compromissos agendados, e consequentemente criar um ambiente de motivação para a diminuição da fila de atendimento, a diretoria da AAPI criou a campanha “Eu não falto”.

A presidências, em consenso com os membros da Executiva, confirmou o estudo para a possibilidade de criação de uma taxa a ser cobrada pelo não comparecimento às consultas médicas. Estima-se que o prejuízo com as faltas não justificadas, gira em torno de R$100 mil por mês. As consultas são gratuitas para os associados, mas a AAPI paga aos médicos.

Os números

Somente no mês de janeiro, 2.089 pessoas faltaram às consultas médicas. Em fevereiro foram 2.030 contra 2.348 ausências no mês de março, o maior índice do ano até aqui. No mês de abril foram 2.026 consultas perdidas, além de outras 2.608 faltas até o dia 31 de maio (13%), data do relatório apresentado pela diretoria de saúde. 

próximo artigoQuinta edição de torneio local leva grande público ao Campo do Palmeiras
Artigo seguinteTecnologia inovadora oferece tratamento do câncer por radioterapia com mais qualidade de vida