Quem estava de passagem ou trabalhando na manhã desta última sexta-feira (2) nas imediações da praça 1º de Maio, no Centro de Ipatinga, foi abordado numa mobilização do poder público voltada para o incentivo ao apadrinhamento de crianças e adolescentes que se encontram afastados do convívio da família de origem por determinação judicial e que vivem em instituições de acolhimento (os antigos abrigos).

A ação de panfletagem foi uma iniciativa da Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS), objetivando promover o Programa de Apadrinhamento Trilhas do Afeto, e contou com o apoio das equipes que integram o Educandário Família de Nazaré (Efan) e SOS Família. Participaram da mobilização 15 pessoas, entre psicólogos, assistentes sociais, coordenadores das entidades e equipe técnica da alta complexidade da Assistência Social.

“A Prefeitura de Ipatinga está intensificando suas ações para incentivar o apadrinhamento de crianças e adolescentes em situação de acolhimento institucional em nossa cidade. Estamos promovendo campanhas de conscientização, incluindo panfletagem informativa em locais estratégicos, como o Centro. Ao fornecer informações claras sobre o processo de apadrinhamento, buscamos envolver nossa comunidade de maneira ativa e solidária”, destacou a secretária de Assistência Social, Jany Mara Bartolomeu.

Apadrinhamento

O apadrinhamento consiste em estabelecer e proporcionar vínculos externos às crianças e adolescentes que vivem em acolhimentos institucionais, para fins de convivência familiar e comunitária, colaborando com o seu desenvolvimento nos aspectos social, moral, físico, cognitivo, educacional e financeiro.

Existem quatro modalidades de apadrinhamento: afetivo, financeiro, educador/provedor e prestador de serviços.

Como se tornar um padrinho

Para se tornar um padrinho, alguns requisitos são necessários: é preciso ser maior de 18 anos (independente do estado civil, raça e sexo), não estar na fila do cadastro de adoção e ter no mínimo oito anos de diferença em relação ao afilhado.

Mais informações podem ser obtidas por meio de contato com as entidades. Envie uma mensagem no WhatsApp (31) 9.7259-1766 para falar no SOS Família. Para interagir com o Educandário Família de Nazaré (Efan), o WhatsApp é o (31) 9.8711-8835.

“Com a participação de cada cidadão, podemos proporcionar a essas crianças e adolescentes experiências enriquecedoras, e assim contribuímos para a construção de um futuro mais promissor. Faça contato com umas das instituições e entenda melhor como você pode fazer a diferença na vida de uma criança ou adolescente”, convida a secretária da SMAS.

próximo artigoLula fará evento para 800 pessoas no Minascentro, em Belo Horizonte
Artigo seguinteVolta às aulas em Ipatinga contará com ações de segurança no trânsito