Alunos de escolas municipais em Fabriciano passarão oor novos exames oftalmológicos

A Prefeitura de Coronel Fabriciano, por meio da Secretaria de Governança da Saúde em parceria com a Secretaria de Governança Educacional e Cultura, realiza a partir desta quinta-feira, dia 03 de novembro, exames oftalmológicos para as crianças de 06 a 14 anos da rede pública municipal. É a segunda vez que o município realiza esse tipo de ação sem custos para os pais, visando conferir a visão das crianças e diagnosticar precocemente problemas de visão. A primeira ação foi em outubro de 2021.

O mutirão de exames oftalmológicos é realizado por meio de parceria com o Instituto Luz para Vida e todo o atendimento é custeado com recursos do SUS. A prefeitura complementa a ação doando os óculos para as crianças que apresentam alguma doença ou problema de vista. Ano passado, os exames identificaram 600 crianças com necessidade de uso imediato de 600 óculos. Os equipamentos foram comprados e entregues pela gestão.

ATENDIMENTO IN LOCO

Ao contrário de 2021, quando todo o atendimento foi feito em uma carreta equipada estacionada na Praça da Estação, desta vez os profissionais de oftalmologia irão às escolas e montarão consultórios para examinar as crianças dentro do próprio ambiente escolar. Com isso, o município evita despesas com o deslocamento dos estudantes e a perda do dia letivo, já que a operação demanda tempo e implica na paralisação das aulas.”Com o atendimento prestado dentro das escolas, nós não vamos precisar interromper as aulas de nenhuma turma, visto que o exame é rápido e a criança poderá retornar à sala de aula minutos depois de ser examinada. Esta medida é importante, visto que estamos em um período de avaliações finais e os estudantes estão focados nas provas e nos estudos“, disse o Secretário de Educação, Carlos Alberto Serra Negra.

SAÚDE E EDUCAÇÃO JUNTOS

A escolha dos alunos da rede pública municipal para o projeto não foi por acaso. Segundo o Secretário de Governança da Saúde, Ricardo Cacau, problemas de visão já eram apontados há anos como possíveis causas de baixo aprendizado. “O prefeito, Dr. Marcos Vinicius é médico e nos alertou dessa possibilidade. A primeira ação comprovou o problema e ao comprar os óculos, dezenas de alunos melhoraram o aprendizado e o comportamento em sala de aula. Então nós decidimos que os exames de vista dos alunos da rede pública de ensino agora integram as políticas de saúde do município”, disse.

próximo artigoSeleção masculina encerra Mundial de Ginástica Artística em sétimo
Artigo seguinteMesários faltosos no 1° turno têm até hoje para justificar ausência