Saiba como se posicionam os partidos entre Lula e Bolsonaro no segundo turno

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tem o apoio de pelo menos 15 partidos neste segundo turno contra o presidente Jair Bolsonaro (PL). O chefe do Executivo, por sua vez, já tem o aval de cinco legendas à sua candidatura. Os demais partidos estão neutros ou indefinidos até o momento.

No caso de Lula, no primeiro turno ele já contava com os apoios formais e PT, PV, PCdoB, que formam uma federação, PSOL e Rede, que fazem outro agrupamento, além do PSB, do Solidariedade, do PROS, do Avante, do Agir e do PCO. No segundo turno, o petista agregou ainda os apoios de PDT, Cidadania, PCB e PSTU.

Enquanto isso, Bolsonaro tem o apoio formal do PL, seu partido, além do PP e do Republicanos. No segundo turno engrossaram as fileiras também o PSC e o PTB.

Até o momento, sete partidos já se declararam neutros nesse segundo turno. O PSDB, o MDB e o Podemos, que apoiaram a senadora Simone Tebet (MDB) no primeiro turno, o União Brasil, que tinha como candidata a senadora Soraya Thronicke, o Novo, que concorreu com Felipe D’Avila, o Democracia Cristã, que tinha José Maria Eymael no primeiro turno, além do PSD, que absteve-se de uma candidatura na primeira etapa da corrida eleitoral.

Ainda restam as definições de cinco partidos. Um deles é o Unidade Popular (UP), que tende a ficar com Lula. Os demais são PRTB, PMB, PMN e Patriota.

próximo artigoCâmara pode votar nesta semana restrição a pesquisas eleitorais
Artigo seguintePacientes e familiares têm longo desafio na manutenção da saúde mental