Licença de senador pego com dinheiro na cueca completa um mês

A licença de Chico Rodrigues (DEM-RR), senador flagrado com dinheiro na cueca, completou um mês nesta quinta-feira (19) e, até o momento, o primeiro suplente ainda não assumiu a vaga.

O primeiro suplente é o próprio filho do senador, Pedro Rodrigues (DEM-RR).

A licença de Rodrigues foi tirada a partir de 19 de outubro, com validade de 121 dias. Desde então, o caso está travado no Senado Federal e isso se deve a dois fatores: nenhuma atualização sobre o processo que tramita no Conselho de Ética e pela não convocação de posse. No primeiro caso, o grupo é presidido por Jayme Campos (DEM-MT). No segundo, quem faz a convocação é o presidente Davi Alcolumbre (DEM-AP) – ambos são aliados do senador flagrado com dinheiro