Economistas tucanos e pais do Real declaram voto em Lula

Em nota conjunta divulgada nesta quinta-feira (6), os economistas Edmar Bacha, um dos criadores do plano Real, e Pedro Malan, ex-ministro da Fazenda de Fernando Henrique Cardoso, se uniram a Persio Arida, outro que participou da formulação da moeda brasileira, e Armínio Fraga, ex-presidente do Banco Central, para declarar apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

A manifestação vem depois que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), também apontado como um dos idealizadores do plano, e ex-adversário de Lula nas disputas de 1994 e 1998 também confirmou voto no petista. Também André Lara Resende, outro economista do PSDB, defendeu voto no petista.

Na nota que assinam junto, Bacha, Malan, Fraga e Arida afirmam confirmar que o PT fará um governo com responsabilidade fiscal.

“Votaremos em Lula no 2º turno; nossa expectativa é de condução responsável da economia”, afirmam os quatro em um comunicado.

Na área econômica, Lula já havia obtido também o apoio do ex-ministro da Fazenda e ex-presidente do Banco Central Henrique Meirelles. Ele participou do governo do petista na chefia do BC, mas também comandou a economia como ministro da Fazenda na gestão Michel Temer (MDB) e foi secretário da pasta em São Paulo durante o governo de João Doria (PSDB).

próximo artigoAuditoria do TCU não encontra erros em boletins de urna
Artigo seguinteEntidades de Santana do Paraíso recebem mais de R$ 1, 5 milhão para projetos com crianças e adolescentes