Bolsonaro: ‘Espero que a Petrobras não queira aumentar o diesel e gasolina’

O presidente Jair Bolsonaro (PL) disse, na noite desta quinta-feira (16) — durante a tradicional live semanal nas redes sociais —, que um reajuste no preço dos combustíveis por parte da Petrobras seria “interesse político para atingir o governo federal”. A área técnica do conselho administrativo da estatal vinha defendendo um aumento do preço do diesel, sob o argumento de que a defasagem entre o preço internacional e local chega a 26% nas contas da estatal — o que poderia impactar nas importações e no abastecimento do país.

“Eu espero que a Petrobras não queira aumentar o diesel e nem a gasolina nesses dias que nós estamos negociando aqui, e acertando com o parlamento. Tremenda boa vontade dos parlamentares nessa negociação. Eu só posso entender que um reajuste da Petrobras agora seria interesse político para atingir o governo federal”, disse o presidente, em live.

O chefe do Executivo também voltou a falar sobre a possibilidade de troca no comando da estatal. “Espero que até semana que vem a gente consiga legalmente, sem problema nenhum, trocar o presidente da Petrobras”, disse. “Está complicado porque é uma burocracia enorme, não depende de nós, depende do conselho”, reiterou.

Bolsonaro ainda disse que “quanto mais o povo sofre”, mais felizes estão os diretores e presidente da estatal. “A Petrobras está rachando de ganhar dinheiro, o diesel tá lá em cima em função de impostos, mas também em função do preço cobrado pela Petrobras. Quanto mais o povo está sofrendo aqui, mais felizes estão os diretores e o atual presidente da Petrobras. A gente espera que o Conselho se reúna, porque o conselho não quer se reunir para decidir a troca do presidente”, afirmou.

próximo artigoInverno será marcado por chuvas abaixo da média no Sul e Sudeste
Artigo seguinteLula e Kalil: operadores de drone dizem que atiraram veneno no público