Avaliação de Bolsonaro segue estável após prisão de Queiroz

Uma pesquisa Datafolha divulgada nesta sexta-feira (26) apontou que a aprovação do presidente da República, Jair Bolsonaro, continuou estável apesar da prisão de Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro e amigo do chefe de Estado.

De acordo com o estudo, enquanto 44% consideram o governo ruim ou péssimo, e 32% bom ou ótimo, outros 23% informaram que analisam Bolsonaro de maneira regular e 1% disse que não sabe.

A Datafolha ainda perguntou em sua pesquisa se Bolsonaro sabia onde Queiroz estava. Para 64% dos entrevistados, ele sabia do paradeiro do ex-assessor de seu filho, que foi encontrado em uma casa pertencente a Frederick Wassef, advogado de Flávio. Outros 21% acham que Bolsonaro não sabia e 15% não souberam responder.

Em outro recorte, 46% dos entrevistados pelo Datafolha acreditam que o presidente está envolvido no esquema conhecido como “rachadinha”. No entanto, 38% disseram que Bolsonaro não tem nenhum envolvimento e 16% não souberam responder.

A pesquisa foi realizada nos dias 23 e 24 de junho, com 2.016 pessoas e tem margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou para menos.(ANSA)