Alckmin sobre intolerância política: ‘O Brasil precisa mudar’

O ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSB), vice do pré-candidato à Presidência da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT),  disparou críticas ao presidente Jair Bolsonaro (PL) e avaliou que o “Brasil precisa mudar” e acabar com os atos de intolerância política. A declaração ocorreu durante evento de pré-campanha em Brasília, nessa terça-feira (12).

Durante o discurso, Alckmin alegou que Bolsonaro não desconfia do processo eleitoral, mas que tem medo do povo porque “sabe que não merece o voto para um segundo mandato”. O ex-governador de São Paulo também reafirmou que ele e Lula irão “mudar o Brasil”. 

“Quando uma pessoa invade uma festa de aniversário e mata outra por intolerância política. Quando com drone joga um veneno sobre o povo. Quando atiram bomba na multidão como foi na multidão do Rio de Janeiro, o Brasil precisa mudar”, disse o ex-governador, ao relembrar recentes atentados políticos ao Partido dos Trabalhadores (PT). 

Em dois atos públicos promovidos pelo partido, os participantes foram atacados com fezes. No último sábado (09), um guarda municipal, que era tesoureiro do PT, foi morto por um bolsonarista a tiros quando comemorava o aniversário.

“Não é possível continuar esse estado de coisa. Não à ditadura. Não ao ódio. Sim a paz. Sim ao amor. Não vão nos aterrorizar”, prometeu Alckmin. 

próximo artigoFlávio Bolsonaro critica Gol por distribuir revistas contra Bolsonaro
Artigo seguinteArraiá do “Bom Ré” anima o fim de semana