Vacina chinesa testada em Minas é uma das mais promissoras, afirma Estado

A vacina chinesa contra o coronavírus, que começa a ser testada nesta segunda-feira (20) em Minas, é uma das mais promissoras entre as produzidas em todo o mundo. A afirmação é do secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral.

O gestor explicou que os testes, que serão aplicados em profissionais da saúde que atuam no combate à Covid-19, servirão para comprovar se a CoronaVac é realmente eficaz e se não traz riscos à saúde. Não há previsão de quando estará disponível para o público em geral.

“Independentemente da vacina que for, e essa vacina que está sendo testada em Minas é uma das mais promissoras, confirmando a sua utilidade, eficiência e eficácia, essas vacinas vão demorar um pouco para uma produção numa escala tal que todo mundo possa receber”, afirmou.

Além da CoronaVac, a vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford, no Reino Unido, também é testada no Brasil. 

CoronaVac

A CoronaVac é uma vacina em desenvolvimento pela biofarmacêutica chinesa Sinovac Biotech. O remédio é composto por fragmentos inativos do coronavírus inativos e está em fase 3, onde é permitido o teste em humanos.

Conforme o Butantan, instituto paulista aprovado pela Anvisa para coordenar a testagem no Brasil, os testes clínicos da fase 2 foram bem-sucedidos na China. 

“Após 14 dias da segunda vacinação, mais de 90% das pessoas vacinadas desenvolveram proteção. Então é uma vacina que tem um perfil de proteção elevado”, explicou Dimas Covas, diretor do Instituto Butantan.

Além de Minas, ocorrerão testes em São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Paraná.

fonte: Agência Brasil