Os policiais têm 208 mandados de prisão preventiva para cumprir em 18 estados e no Distrito Federal. dos alvos, 170 condenados ou investigados são considerados foragidos

BRASÍLIA – A Polícia Federal (PF) deflagrou, nesta quinta-feira (6), uma operação para capturar investigados e condenados pelos atos de 8 de janeiro de 2023. Há 208 mandados de prisão contra réus que descumpriram medidas cautelares judiciais, como retirada de tornozeleira eletrônica. Alguns fugiram para outros países para não cumprirem as penas.

Até as 10h desta quinta-feira, 38 pessoas haviam sido localizadas e presas no Distrito Federal e nos Estados do Espírito Santo, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás, Minas Gerais, Bahia e Paraná.

Munidos de mandados de prisão preventiva, expedidos pelo Supremo Tribunal Federal (STF), agentes continuavam realizando diligências, em 18 Estados e no Distrito Federal, para localização e captura de outros 170 réus, considerados foragidos.

Esta é a mais recente fase da Operação Lesa Pátria, criada após os atos de 8 de janeiro de 2023. Ao longo das 27 fases anteriores, a PF fez centenas de prisões. Dessa vez, segundo a corporação, os alvos foram “vândalos, financiadores, autoridades omissas e incitadores dos crimes realizados no início do ano passado”.

Essas pessoas foram condenadas ou respondem processo pelos seguintes crimes:

  • Abolição violenta do Estado Democrático de Direito
  • Golpe de Estado
  • Dano qualificado
  • Associação criminosa
  • Incitação ao crime
  • Destruição e deterioração ou inutilização de bem especialmente protegido

As investigações continuam em curso, e a operação Lesa Pátria é permanente, com atualizações periódicas sobre o número de mandados cumpridos e pessoas capturadas.

próximo artigoDia Nacional do Teste do Pezinho: pela saúde e futuro dos recém-nascidos
Artigo seguinteMG: dupla é presa com fios de cobre furtados de fazenda e avaliados em R$ 11 mil
0 0 votes
Classificação
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários