O Dia do Trigo – Saiba como esse grão ajuda no desenvolvimento do país

Se engana quem pensa que o trigo só serve para fazer pão. Um dos cereais mais produzidos no mundo é elemento essencial em receitas deliciosas, entre elas, bolos, biscoitos, tortas e doces. 

Apesar de ser ingrediente de vários dos pratos mais queridos entre os brasileiros, como pizzas e massas, o trigo também é muito nutritivo. É um alimento que integra várias preparações e uma importante fonte de energia para o organismo, sendo rico em vitaminas e minerais essenciais como do complexo B, potássio, magnésio e fósforo. O trigo é tão importante que tem um dia dedicado especialmente para ele: 10 de novembro. 

Além de essencial para a alimentação, o trigo está diretamente ligado à economia do Brasil. Segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), na safra de 2021/2022, o país deve produzir mais de 8 milhões de toneladas de trigo, volume 31,4% superior à safra de 2020/21.  

A docente no curso de Assistente Financeiro do Senac em Curvelo, Cinthia Pereira, explica que o trigo está presente na história da humanidade há cerca de 10 mil anos. “No Brasil, o clima quente dificultou a expansão do cultivo do grão, foi apenas na segunda metade do século XVIII que a cultura do cereal começou a se desenvolver no Rio Grande do Sul”.  

Segundo dados da Associação Brasileira da Indústria do Trigo, o plantio ganhou forças nos anos 20 do século passado. A partir da década de 1940, as plantações começaram a se expandir para além do Rio Grande do Sul, e o Paraná se transformou no principal estado produtor no Brasil. 

Atualmente, a produção do trigo se concentra em oito estados brasileiros. Além da região Sul, responsável por 91,46% da safra 2022/23, a região Sudeste aparece representando 6%, seguido do Centro-Oeste com pouco mais de 2% do total da safra e no Nordeste, a Bahia que representa um total de 0,42% da produção. 

“O consumo de trigo no Brasil é de mais de 12 milhões de toneladas. As estimativas de importações são de cerca de 6 milhões de toneladas, representando praticamente 50% da necessidade de consumo. Já as exportações projetadas são de 2,7 milhões de toneladas. Do total importado, a maior parte veio da Argentina, seguido por Paraguai e EUA”, enfatiza Cinthia Pereira.  

O Dia do Trigo celebra esse grão, que é o “ganha pão” de milhares de brasileiros. Antes de chegar às mesas, seja no formato de um pão ou até uma cerveja, ele passa pelos agricultores no campo, operários de produção nas fábricas, os confeiteiros na padaria, e por diversos outros empregados em sua linha de produção. 

Estudos mostram que um dos mais famosos derivados do trigo, o pão de sal, está em 98,7% das mesas do país. Mesmo em tempos de crise, o trigo está sempre presente. E aí, você já comeu seu pãozinho hoje? 

Sobre o Senac em Minas  

Com um olhar atento às tendências mundiais e no contexto da Revolução 4.0, o Senac tem como propósito oferecer educação profissional de qualidade, com base nas demandas empresariais e sociais, e nas tendências do mundo do trabalho, da inovação e dos princípios de sustentabilidade. O portfólio de cursos da instituição é desenvolvido com base na necessidade do mercado, considerando pesquisas, estudos e contatos diretos com os empresários. São 40 unidades educacionais distribuídas no estado e 12 carretas móveis que reproduzem os ambientes das salas de aula.   

O Senac oferece opções de cursos livres, técnicos, graduação e MBA, que permitem uma formação complementar transversal, o chamado itinerário formativo. O aluno pode traçar sua trajetória partindo dos cursos de formação inicial chegando ao ensino superior ou vice-versa. Além disso, a variedade de segmentos de atuação (gestão, saúde, gastronomia, comércio, idiomas, tecnologia da informação, moda, segurança, beleza, meio ambiente, turismo, design, produção de alimentos, entre outros) corrobora com uma formação diferenciada.    

próximo artigoPoliciais Civis e Militares do Gaeco de Ipatinga prende foragido da justiça em São Paulo
Artigo seguinteCemig alerta para segurança com a rede elétrica durante atividades rurais