No Rio, seis toneladas de maconha e cocaína são incineradas na CSN

Cerca de seis toneladas de drogas, entre maconha e cocaína, foram incineradas nesta quarta (5) em um dos fornos da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), em Volta Redonda, no sul fluminense. As substâncias entorpecentes foram apreendidas em ações realizadas pelas duas forças de segurança federais em operações contra o crime organizado no estado do Rio de Janeiro.

O Grupo de Patrulhamento Tático da Polícia Rodoviária Federal, em conjunto com as equipes da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) da Polícia Federal, saíram da sede da Superintendência da Polícia Federal na Praça Mauá, onde a droga estava guardada à disposição da Justiça Federal. O material estava acondicionado em um caminhão do Comando de Operações Especiais (COE) da Polícia Militar.

O entorpecente foi levado com forte escolta policial até a Usina Presidente Vargas da CSN, na parte da tarde. A maior parte da droga é fruto de um trabalho dedicado ao combate ao tráfico de drogas realizado pelas duas instituições. De acordo com estatísticas, a PRF é a polícia que mais apreende drogas no Brasil.

As drogas foram incineradas dentro de um forno industrial chamado carro torpedo, uma espécie de fornalha utilizada no transporte da gusa em estado líquido para a fabricação do aço.

A CSN atua em toda a cadeia produtiva do aço, desde a extração do minério de ferro até a produção e comercialização de uma diversificada linha de produtos siderúrgicos que incluem aços planos, revestidos, galvanizados, pré-pintados, folhas metálicas e aços longos (vergalhão e fio-máquina).

fonte: Agência Brasil

próximo artigoÍndice de variação de aluguéis cai 0,02% em setembro, diz FGV
Artigo seguinteFique atento: as tempestades começaram! Cemig reforça cuidados com a eletricidade durante período chuvoso