Nacional: Mãe que confessou ter matado o filho de 11 anos diz que agiu sozinha

A mãe Alexandra Dougokenski, que confessou ter matado o filho Rafael Mateus Winques, de 11 anos, disse à polícia que agiu sozinha. O caso ocorreu em maio, em Planalto, no Rio Grande do Sul. A mulher teve prisão decretada após admitir o crime.

No depoimento obtido pela RBS TV, Alexandra afirma que deu dois comprimido de Diazepam para que o filho dormisse. Segundo a mãe, ela notou momentos depois que o menino não estava bem. “Ele tava diferente, tava com a boquinha roxa e as mãozinhas geladas. Não lembro a hora certa, era madrugada”, disse.

Ao ser questionada como retirou o corpo da criança do quarto, Alexandra afirmou que amarrou o filho com uma corda para ter mais facilidade em tirá-lo de lá. Ela confessou que escondeu o corpo de Rafael em uma caixa de papelão que estava na garagem do vizinho, a cinco metros da residência dela.

De acordo com a mãe do menino, ela não teve a ajuda de ninguém. O meio irmão de Rafael, de 17 anos, que estava no quarto ao lado, não soube de nada, segundo o depoimento. Após a confissão, Alexandra levou os policiais para o local onde escondeu o filho. Rafael estava dado como desaparecido havia 10 dias.

A mãe do menino está presa em Guaíba e vai prestar novo depoimento em Porto Alegre no próximo sábado (27), à tarde. Os advogados disseram que ela irá manter a mesma versão de que Rafael morreu horas depois de ingerir o remédio.