Suspeita confessou que agrediu o genro, como forma de demonstrar que o relacionamento dele com a sua filha, também menor de idade, era errado

Um mulher de 39 anos foi indiciada pela Polícia Civil (PCMG) por crime de tortura em Rio Paranaíba, na região do Alto Paranaíba. Ela é suspeita de agressão e ameaça contra um menor de idade, que seria namorado da filha dela. Os detalhes do caso foram divulgados nesta segunda-feira (13 de maio).

De acordo com as investigações, a vítima passou por intenso sofrimento físico e psíquico. Durante as apurações, a investigada confessou que agrediu a vítima e revelou condutas que se amoldam ao crime de tortura, como forma de demonstrar que o relacionamento dele com a sua filha, também menor de idade, era errado.

Segundo a PCMG, no decorrer das investigações foram ouvidas testemunhas e elaborados laudos periciais, bem como juntados prints de conversas entre os envolvidos. Na última sexta-feira (10 de maio), a PCMG concluiu o procedimento de investigação com o indiciamento da suspeita por tortura, crime previsto na lei 9.455/97.

próximo artigoLula cancela viagem ao Chile por causa da catástrofe climática no Rio Grande do Sul
Artigo seguinteEm um mundo cada vez mais conectado, bebês sofrem com depressão; veja sintomas

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here