Governo prorroga emprego da Força Nacional em Roraima

O Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) prorrogou por mais 90 dias o emprego da Força Nacional nas cidades de Boa Vista e Pacaraima, em Roraima. O estado é a principal rota de entrada de venezuelanos que buscam refúgio no Brasil, que é o quinto país mais procurado por esses vizinhos na busca por uma nova vida.

A Força Nacional atua em Boa Vista desde agosto de 2018, quando um grupo de 60 agentes chegou ao estado para reforçar e fiscalizar a segurança em Pacaraima, na fronteira com a Venezuela.

A portaria que estabelece a prorrogação da presença do efetivo na região até o dia 8 de dezembro de 2022 foi publicada no Diário Oficial da União de hoje (12), com o objetivo e garantir apoio aos órgãos de segurança pública local em atividades e serviços “imprescindíveis” à preservação da ordem pública e na segurança das pessoas e do patrimônio.

Operação Acolhida

A fim de melhor organizar o fluxo migratório de venezuelanos para o Brasil, o governo brasileiro implementou, na região, a Operação Acolhida, e, posteriormente, a Operação Controle, com o objetivo de intensificar a vigilância nas áreas de fronteira próximas a Pacaraima.

Instituída em 2018, a Operação Acolhida oferece assistência emergencial a refugiados e imigrantes. O atendimento ao fluxo dessa parcela de venezuelanos na fronteira começa nas estruturas montadas para assegurar a recepção, identificação, fiscalização sanitária, imunização, regularização migratória e triagem de todos que vêm do país vizinho.

Fonte: Agência Brasil

próximo artigoVigilância Sanitária orienta comércio de Ipatinga sobre normas sanitárias
Artigo seguinteEmpretec em Ipatinga está com as inscrições abertas