Estado quita pagamento do 13º salário de 100% do funcionalismo público

Última parcela referente ao abono natalino de 2020 foi paga nesta sexta-feira (9/4) pelo Executivo estadual

Parcelas

A primeira parcela do abono natalício, no valor de R$ 2 mil, foi paga no dia 23 de dezembro de 2020, quitando integralmente o benefício para 39% do funcionalismo estadual. Nos últimos anos, nenhuma parcela do benefício havia sido paga no ano vigente para todos os servidores.

Nos meses de janeiro, fevereiro e março de 2021 também foram depositadas parcelas de até R$ 2 mil para os servidores que ainda tinham valores a receber. Nesta sexta-feira (9/4), o pagamento de todos os funcionários públicos foi concluído.

Receitas extras

O pagamento foi viabilizado a partir do empenho fiscal e de gestão do Governo de Minas, além da entrada de recursos extraordinários no caixa do Estado, como os decorrentes da Lei Kandir.

Histórico

Além de herdar dívidas bilionárias com os municípios e fornecedores, o governador Romeu Zema teve que assumir, no início de sua gestão, em 2019, o pagamento do 13º do funcionalismo estadual referente a 2018 – não efetuado pela administração anterior. O benefício foi quitado em outubro de 2019. Já em 2020, o pagamento do 13º salário referente a 2019 foi quitado em maio.

próximo artigoSTF decide que estados e municípios podem proibir cultos na pandemia
Artigo seguinteInflação foi de 0,93% em março, maior alta para o mês desde 2015