‘Ele me matou’, diz mãe de meninos mortos em acidente causado por pai

A mãe de duas crianças mortas em acidente de trânsito provocado pelo próprio pai, em Lavrinhas (SP), no último domingo (9), falou pela primeira vez à Record TV nesta terça-feira (11).

“Ele me matou. Ele conseguiu me matar sem nenhuma faca, revólver ou nada. Ele ameaçava a mim, mas na verdade sempre foi carinhoso com as crianças. Nunca imaginei que faria isso. As crianças [eram] inocentes. Que fizesse comigo”, disse Amanda dos Santos.

Ainda sem coragem de voltar para casa e se lembrar dos filhos, a mulher está na casa dos pais e vive sob o uso de medicamentos. Sobre o futuro, diz: “Não tenho vida. Tenho dois filhos ainda, mas não sei como vai ser, não sei se caiu a ficha. Às vezes desabo, às vezes me sinto forte. Eu não sei. Quero justiça pelos meus meninos”.

Amanda e Lucilo foram casados por dez anos. Há quatro meses, quis a separação, mas ele não aceitou e não queria pagar a pensão dos filhos. 

Além da própria família de Amanda, a polícia acredita que o acidente tenha sido premeditado por Lucilo Souza Pinto Filho, pai das crianças. A mãe já tinha quatro boletins de ocorrência contra o marido por agressão, além de, horas antes do acidente, o homem ter publicado a frase “chegou a hora” em uma rede social.

A polícia decretou a prisão preventiva de Lucilo, que sofreu traumatismo craniano, quebrou as pernas e a bacia, e está internado em estado grave. Sua melhora é aguardada para que o homem preste esclarecimentos sobre o que ocorreu no domingo.