Pesquisa diz que quase 30 milhões de pessoas se declaravam vegetarianas, representando 14% da população nacional

É comemorado nessa quarta-feira, 20, o Dia Mundial sem Carne. Com o objetivo de reduzir o consumo e evidenciar o estilo de vida vegetariano e vegano, algumas organizações como a Sociedade Brasileira Vegetariana (SVB) tem essa data consagrada em seu calendário.

Uma pesquisa feita por essa entidade e conduzida pelo Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (Ibope), em 2018, no Brasil, apontou que quase 30 milhões de pessoas se declaravam vegetarianas, representando 14% da população nacional. Esse número pode ultrapassar atualmente os 40 milhões, representando 20% da população nacional. No caso dos veganos, estima-se que existam dez milhões de brasileiros aderindo a esse estilo alimentar.

Já faz tempo que opções vegetarianas e vegana deixaram de ser escassas em bares e restaurantes na capital mineira. Veja, a seguir, algumas opções  de pratos sem carne para celebrar a data na capital mineira.

Alguidares

Um dos restaurantes mais conhecidos da cidade, o Alguidares, da chef  Deusa Prado, comanda as delícias do estabelecimento que se tornou referência quando o assunto é culinária baiana na capital mineira. Os clientes encontrarão uma deliciosa moqueca vegana (moqueca de coco com banana da terra, arroz branco, farofa de dendê e pirão vegano). Onde? Rua Pium-Í, 1037, Sion

Babel

Já no Babel as opções para celebrar a data são o arroz vegano (arroz ao toque orienta feito com cogumelos, tomatinhos, cebola, óleo de gergelim e castanha de caju torrada); o linguine vegan (linguine salteado com cogumelos, tomatinhos uva, castanha do pará e óleo de gergelim torrado), e o petisco de quiabo grelhado (quiabo grelhado no fogo com milho crocante, mel de rapadura cítrico e flor de sal). Onde? Av. Bias Fortes, 1160, Lourdes

Bença Bençoi

Já no bar Bença Bençoi, no bairro Lagoinha, conta com o a conserva de berinjela, uma versão agridoce da caponata. O pestisco vegetariano acompanha torradinhas. Outra opção é a porção de pastel de angu de alho poró com queijo Canastra. Onde? Rua Diamantina, 492, Lagoinha.

Pitza 1780

Além de manter sabores de pizzas opções ingredientes animais, a Pitza 1780, do chef Eduardo Maya, apostou em um menu de redondas que privilegiam vegetais – sem prejuízo para o sabor. As sugestões foram pensadas pelo chef para quem não se alimentam de produtos de origem animal ou os que simplesmente desejam experimentar novos sabores. Duas sugestões é a pizza de queijo com pesto de castanha de baru e a vegana Da Horta, feita com molho de tomate fresco, muçarela, abobrinha, cebola roxa, alho torrado, tomate cereja, escarola e queijo vegetal. Onde? R. Antônio de Albuquerque, 749

Redentor Bar

O Redentor, na Savassi, oferece opções vegetarianas, como a burrata ao forno (burrata coberta por massa crocante levada ao forno, duetos de tomate confitados e rúcula) e o queijo coalho (queijo frito no espeto e empanado na panko, servido com melaço de cana agridoce). Onde? Rua Fernandes Tourinho, 500, Savassi

próximo artigoOnda de calor mostra que países têm que rever aquecimento global, diz embaixador
Artigo seguinteFederalização de Cemig, Copasa e Codemig pode abater 20% da dívida de Minas

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here