Copa do Mundo e rede elétrica: veja algumas medidas de segurança para torcer pelo Brasil sem riscos de acidentes

População deve ter atenção redobrada para evitar acidentes durante as comemorações do Mundial de Futebol  

A Seleção Brasileira de Futebol começa sua trajetória em busca ao hexacampeonato da Copa do Mundo Fifa 2022 nesta quinta-feira (24/11), a partir das 16h, no Catar.  E para que a festa seja feita com segurança, a Cemig volta a destacar algumas recomendações importantes para que não haja acidentes com a rede elétrica.

Como a Copa do Mundo é um evento que mobiliza boa parte da população, é comum que as pessoas comprem fogos de artifício para comemorar gols ou a vitória da seleção. Mas esse tipo de artefato precisa ser manuseado com toda atenção, e nunca deve ser acionado em direção à rede de energia ou de qualquer pessoa.

O gerente de Saúde e Segurança do Trabalho da Cemig, João José Magalhães Soares, alerta que os fogos de artifício devem ser manuseados somente por adultos e utilizados em locais distantes das estruturas e cabos dos circuitos de energia, bem como afastados de bandeirinhas e demais enfeites ou materiais que apresentem risco de incêndio.

“Os fogos de artifício jamais poderão ser lançados contra as redes elétricas ou seus equipamentos, como transformadores ou subestações de energia. Além disso, eles podem causar queimaduras graves se disparados na direção das pessoas e, se atingirem a rede elétrica, podem gerar um curto-circuito e interrupção de energia para grande parte da população”, orienta.

Importante destacar que, em muitas cidades mineiras, as prefeituras sancionaram leis que proíbem o manuseio, a utilização, queima e soltura de fogos de estampido e de artifício, assim como de quaisquer artefatos pirotécnicos de efeito sonoro ruidosos. “Apesar de não fazerem barulho, esses artefatos também precisam de atenção. Caso sejam manuseados perto da rede elétricas, eles podem causar acidentes da mesma forma”, explica o especialista da Cemig.

Ornamentação: o que é proibido?

Em vias públicas e praças, os enfeites e ornamentos precisam ser instalados longe das redes de energia, jamais podem ser afixados nos postes, braços de iluminação pública e nunca fixados com arames metálicos, pois, além de colocarem em risco os instaladores, dificultam o acesso dos eletricistas para a manutenção do sistema elétrico. Além do risco de choque elétrico, existe o risco de queda por altura durante a afixação dos enfeites e isto pode ser fatal.

É preciso também máxima atenção em relação à trios elétricos e outros veículos com altura superior à normal, pois a colisão com cabos instalados nas estruturas pode causar o rompimento da fiação e até o colapso dos postes, causando acidentes graves e falta de energia.

Em casos de acidente envolvendo redes elétricas, a empresa orienta que a população ligue imediatamente para o número 116 – que funciona 24 horas por dia, e aguarde a chegada dos técnicos especializados da Cemig.

Além da Cemig, a população também pode acionar gratuitamente o Corpo de Bombeiros ou a Polícia Militar: o telefone dos Bombeiros é 193, e o da PM é 190.

Outras recomendações:

– Não lançar artefatos (serpentinas, confetes, entre outros) na rede elétrica, sejam metálicos ou não.

– Antes de fazer qualquer ligação elétrica ou de instalar enfeites que utilizem energia (lâmpadas etc), consultar um eletricista especializado. Fazer gatos é crime e traz sérios riscos para quem faz e para a população.

– Não instalar qualquer enfeite próximo à rede elétrica, independentemente do material.

– Com relação a estruturas para exibição de jogos em telões e apresentação de shows, na montagem e na desmontagem deve-se considerar a existência das redes elétricas aéreas e, em caso de escavação, de redes subterrâneas, nunca montando estes palanques embaixo da rede elétrica da Cemig.

– Atenção à instalação de antenas de TVs ou de internet, que devem ser colocadas sempre longe dos fios das redes elétricas, e sempre utilizando hastes de dimensões inferiores à menor distância entre o ponto de instalação e a fiação da Cemig.

– A fixação das coberturas de palcos e assemelhados deve ser bem-feita para evitar o desprendimento e a possível projeção contra a rede elétrica, em casos de ventos fortes.

– Aparelho de som, refrigeração, churrasqueiras elétricas e outros aparelhos deste tipo não devem ser ligados próximo a duchas ou piscinas.

– Não utilizar improvisos (gambiarras), pois eles aumentam o risco de acidentes com a rede elétrica.

– Outro alerta importante é em relação aos fogos de artifício, que devem ser manuseados somente por adultos e utilizados em locais distantes da rede elétrica, afastados de bandeirinhas e de demais enfeites ou materiais que apresentem risco de incêndio.

– Para o caso de instalação de enfeites em prédios de apartamentos, sempre fixar bem as duas pontas para que, em caso de ventos ou fortes tempestades, estes não sejam projetados contra a rede elétrica, podendo ocasionar interrupção na rede da Cemig, queima da instalação do cliente ou acidentes graves ou fatais para quem estiver dentro do apartamento.

próximo artigoEquipe do 7 de Outubro disputa fase nacional das Paralimpíadas Escolares
Artigo seguinteParceira da educação, WR realiza doação de maquetes para universidades