Cerca de 10% do Pantanal foi destruído em incêndios neste ano

As queimadas e incêndios no Pantanal em 2020 já destruíram o equivalente a 10% de um dos biomas mais importantes do Brasil e do mundo, informam entidades que monitoram a região.

Conforme dados oficiais do Instituto Nacional de Pesquisas (Inpe), a região vem registrando recordes no número de focos de calor: foram 10.153 entre janeiro e agosto deste ano. Segundo o jornal “O Estado de S. Paulo”, o número é maior do que a soma dos focos entre os anos de 2014 e 2019, quando foram contabilizados 10.048 pontos de queimada.

O fogo se alastrou e atinge uma das maiores áreas de preservação local, o Parque Estadual Encontro das Águas, que fica na cidade de Poconé, em Mato Grosso, e é conhecido mundialmente pela quantidade de onças pintadas. Donos de pousadas relatam que os animais foram vistos buscando refúgio em pousadas e fazenda da região.

Também durante o fim de semana foi atingido o Parque Estadual das Nascentes do Taquari, que fica nas cidades de Alcinópolis e Costa Rica, no Mato Grosso do Sul quase divisa com o Mato Grosso.

Dados da organização não governamental SOS Pantanal mostram que, além do aumento dos incêndios provocados pela ação humana, a região enfrenta “a menor cheia dos últimos 47 anos e, provavelmente, também registrará a maior seca desse mesmo período”.

Segundo o Corpo de Bombeiros do MT, as queimadas se intensificaram a partir de julho e, uma das queimadas, em uma área de 100 mil hectares pertencentes a uma reserva natural, foi feita de maneira dolosa e criminosa.

O Pantanal é considerado a maior planície alagada do mundo e abrange áreas dos estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, além de territórios na Bolívia e no Paraguai. Normalmente, as queimadas são realizadas na área entre julho e setembro, mas os números de 2020 estão muito acima dos registrados normalmente, causando preocupação em moradores e ambientalistas.

– Ministros riem de pergunta sobre o Pantanal: Nesta terça-feira (08), durante uma reunião ministerial em Brasília, o presidente Jair Bolsonaro convidou a youtuber mirim Esther, de 10 anos, para fazer perguntas aos ministros reunidos no encontro.

No vídeo, publicado nas redes sociais, a menina pergunta se “está pegando fogo no Pantanal”. A questão provoca risadas dos presentes, incluindo o presidente.

Após as risadas, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, diz que “o presidente mandou 10 aviões lá para ajudar a apagar” os incêndios.

Por conta da situação de emergência, o Exército foi enviado para a região para ajudar os bombeiros e os moradores a combaterem as chamas. (ANSA).