Médico chamou a PM após o bebê dar entrada na unidade de saúde sem os sinais vitais e com lesões em várias partes do corpo

Um homem de 28 anos e uma mulher, de 23, foram presos suspeitos de matar o próprio filho, de dois meses, em Araçuaí, na região do Vale do Jequitinhonha, em Minas Gerais, nesta quinta-feira (16 de maio).

O médico plantonista do Hospital São Vicente de Paulo acionou a Polícia Militar (PM) após o bebê dar entrada na unidade de saúde sem os sinais vitais e com lesões em várias partes do corpo, sem algumas delas queimaduras.

A mãe do bebê disse ter percebido que o filho estava com uma mancha na testa e não respondia aos estímulos quando ela o tocava. Ela relatou ter percebido o bebê com batimentos cardíacos fracos e pediu ajuda de um vizinho para levá-lo ao hospital.

Após ser questionada sobre as lesões, a mãe não soube explicar o que havia acontecido. Com relação às queimaduras, ela alegou que usou bicarbonato de sódio para lavar algumas feridas e isso teria provocado a situação. O pai do bebê, por sua vez, disse que nem havia percebido os ferimentos no filho.

Os pais foram presos em flagrante por homicídio e levados para a Delegacia de Polícia Civil de Araçuaí. O caso será investigado pela instituição.

próximo artigoCâmara dos EUA aprova lei para forçar Biden a repassar armas a Israel
Artigo seguintePadre é afastado após denúncia de orgia na igreja e relacionamento com homem em MG

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here