Último reator da usina nuclear ucraniana de Zaporizhzhia é desconectado

O último reator em funcionamento da usina nuclear ucraniana de Zaporizhzhia (sul), a maior da Europa, foi desconectado da rede nesta segunda-feira (5), indicou a operadora estatal ucraniana Energoatom.

“O reator número 6 foi parado e desconectado da rede”, disse Energoatom no Telegram, que argumentou que um incêndio “que ocorreu como resultado do bombardeio” e danificou uma linha de energia que ligava esse reator à rede ucraniana.

Este reator era o único em operação das seis unidades desta usina. No sábado, a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), cujos especialistas estão no local, anunciou a paralisação do reator número 5, devido aos danos de uma linha de energia após um bombardeio. 

Os outros quatro reatores em Zaporizhzhia estão desligados há semanas.

O diretor-geral da AIEA, o argentino Rafael Grossi, declarou na quinta-feira que “é evidente que (…) a integridade física da fábrica foi violada em várias ocasiões”.

Nas últimas semanas, o setor foi alvo de bombardeios que russos e ucranianos se acusam mutuamente e que despertaram temores de um desastre nuclear.

próximo artigoPaís registrou 2.909 novos casos de covid-19 e 15 mortes, em 24 horas
Artigo seguinteKeno e Hulk marcam e Galo retoma caminho das vitórias no Brasileiro