O México optou, nesse domingo (10) pela continuidade do presidente no cargo, mas a participação no referendo não chegou aos 20%, metade do que era necessário para tornar a consulta vinculativa.

Entre 90,3% e 91,9% dos eleitores participantes votaram a favor de que Andrés Manuel Lopez Obrador cumpra o mandato presidencial único, de seis anos, que termina em 2024, disse o conselheiro presidente do Instituto Nacional Eleitoral (INE) mexicano, Lorenzo Córdova.

Apenas entre 6,4% e 7,8% dos eleitores votaram contra a continuação de Obrador, acrescentou.

O INE anunciou uma taxa de participação entre 17% e 18,2% dos 93 milhões de eleitores mexicanos.

A baixa taxa de participação constitui revés político para Lopez Obrador e um apoio aos partidos da oposição contrários ao referendo, que apelaram para que os mexicanos não participassem da consulta.

Fonte: Agência Brasil

próximo artigoMedalhista paralímpico Gabriel Araújo bate recorde mundial
Artigo seguinteUE discute mais sanções à Rússia, mas petróleo e gás dividem os 27