O papa vai visitar, em agosto, a Papua Nova Guiné, anunciou o ministro dos Negócios Estrangeiros do país, palco de violentos tumultos urbanos em meados de janeiro.

O governo recebeu “nota oficial informando o papa Francisco vai visitar o país em agosto” durante três dias, disse o ministro Justin Tkatchenko.

“Estamos trabalhando em colaboração com o Gabinete do núncio apostólico”, acrescentou.

O papa deverá visitar Port Moresby, a capital, onde foi declarado estado de emergência depois de sangrentos tumultos que causaram a morte de pelo menos 25 pessoas em todo o país em 11 de janeiro.

Mais de 9 milhões de cristãos, quase toda a população, vivem na Papua Nova Guiné. No entanto, a religião protestante é majoritária no país, onde também são observadas tradições animistas (doutrina em que os organismos vivos são animados por uma alma).

A viagem de Francisco estava prevista para 2020, mas foi cancelada devido à pandemia de covid-19. João Paulo II visitou o país em 1995.

próximo artigoAcordo comercial com União Europeia é prioridade do Mercosul
Artigo seguinteUnileste oferece mais de 200 bolsas integrais no Prouni