Trump prometeu recorrer do veredicto que o considerou culpado por 34 acusações de falsificação de documentos

O ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, atacou nesta sexta-feira (31) o veredicto que recebeu na véspera em Nova York, qualificando o processo criminal a que foi submetido como “muito injusto” e politizado.

“Foi muito injusto… vocês viram o que aconteceu com algumas das testemunhas do nosso lado. Eles literalmente as crucificaram”, disse Trump em um discurso na Trump Tower, em Manhattan, no qual se referiu aos seus adversários como “doentes” e “fascistas”.

Trump prometeu recorrer do veredicto que o considerou culpado por 34 acusações de falsificação de documentos contábeis para comprar o silêncio de uma ex-atriz pornô na reta final da campanha eleitoral de 2016.

“Vamos recorrer desta fraude… com base em diferentes elementos”, disse o magnata, que tenta retornar à Casa Branca nas eleições de novembro como candidato republicano.

Trump disse que queria testemunhar, como era seu direito, mas não foi autorizado.

Especialistas jurídicos disseram que, ao prestar depoimento, Trump iria se expor aos questionamentos dos promotores, o que poderia prejudicá-lo politicamente.

Trump afirmou que teria sido uma “honra” encarar essa situação. Mas que seria “muito ruim” para sua família, amigos e empresas.

(AFP)

próximo artigoQuem não entregar a Declaração de IRPF pode ter até o CPF suspenso; entenda
Artigo seguinteMulher processa autoescola por não passar em exame de direção em Ipatinga
0 0 votes
Classificação
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários