Itália tem mais 636 mortes, mas nº de novos casos despenca

A Itália registrou nesta segunda-feira (6) o menor crescimento diário nos contágios pelo novo coronavírus em termos absolutos em 20 dias.

De acordo com balanço divulgado pela Defesa Civil, o país contabiliza agora 132.547 casos, crescimento de 3.599 infectados em relação ao último domingo (5). Para encontrar uma evolução menor, é preciso voltar até 17 de março, quando a Itália teve 3.526 novos casos.

Já em termos relativos, o aumento foi de 2,8%, menor índice da série histórica iniciada em 28 de fevereiro, quando a Defesa Civil passou a divulgar apenas um balanço por dia. Por outro lado, a Itália registrou 636 mortes nesta segunda-feira, 111 a mais que no domingo, elevando o total de vítimas para 16.523.

O país também soma 22.837 curados, 4,7% a mais que no balanço anterior. Com isso, o número de casos ativos atingiu 93.187, alta de 2,1%. Desse total, 60.313 estão em isolamento domiciliar; 28.976 pacientes estão internados em quartos normais; e 3.898 seguem em UTIs, 79 a menos que no domingo.

“Os dados confirmam substancialmente a tendência reconfortante que notamos há alguns dias”, disse o médico Luca Richeldi, membro do Comitê Técnico-Científico (CTS) que assessora o governo no combate à pandemia.

De acordo com as autoridades sanitárias da Itália, o país já atingiu o “pico” da pandemia, mas este se apresentará na forma de um “platô”, ou seja, a curva de contágios ainda levará um tempo para começar a cair. (ANSA)