EUA agradecem apoio do México em luta contra narcotráfico e migração irregular

O secretário de Estado americano, Antony Blinken, reconheceu o apoio do México na luta contra o narcotráfico e na gestão da migração, durante visita ao país vizinho nesta segunda-feira.

Em almoço com o chanceler mexicano, Marcelo Ebrard, paralelamente à segunda reunião anual do Diálogo Econômico de Alto Nível (DEAN) entre os dois países, Blinken expressou seu “agradecimento contínuo” pela colaboração com o México em diversos assuntos de interesse mútuo, informou seu porta-voz, Ned Price.

A declaração surgiu da Reunião de Cúpula das Américas realizada em junho em Los Angeles (EUA), da qual o presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador, distanciou-se em protesto contra a recusa de Washington a convidar os governos de Venezuela, Cuba e Nicarágua.

A chancelaria mexicana informou que os temas discutidos durante o almoço foram “integração e cooperação econômica, migração, multilateralismo antes da próxima Assembleia Geral da ONU e o tema da segurança, com ênfase no tráfico de armas”.

A visita de Blinken, que copresidirá o Diálogo Econômico, ocorre quando ambos os países mantêm uma diferença sobre a política energética do presidente esquerdista. A controvérsia, levantada em julho por Estados Unidos e Canadá no âmbito do acordo comercial regional T-MEC, alega que as reformas legislativas de López Obrador para o setor elétrico mexicano limitam a participação estrangeira.

O presidente mexicano considera que as queixas, principalmente as americanas, não se justificam, e rejeita que governos estrangeiros opinem sobre leis nacionais.

O chanceler Marcelo Ebrard participou da reunião de Blinken com o presidente mexicano. Os dois chefes diplomáticos participarão posteriormente do Diálogo Econômico, fórum que vem tratando de assuntos como os investimentos na fronteira do México com a América Central para conter a migração irregular crescente, além de outras “prioridades econômicas, comerciais e sociais compartilhadas”, detalhou o Departamento de Estado na semana passada.

próximo artigoSantos anuncia saída do técnico Lisca, após cinco jogos sem vitórias
Artigo seguinteBolsonaro defende política de emprego e comenta falas durante pandemia