Equipes procuram desaparecidos após enchentes na África do Sul

Enchentes mataram mais de 400 pessoas e causaram pelo menos 685 milhões de dólares em danos em KwaZulu-Natal, disse um funcionário de alto escalão do governo da província neste domingo (18), enquanto equipes de resgate procuram os desaparecidos em meio à expectativa de mais tempo chuvoso.

As inundações deixaram milhares de desabrigados, interromperam os serviços de energia e água e fecharam a operação em um dos portos mais movimentados da África, em Durban.

Ravi Pillay, funcionário do governo local responsável pelo desenvolvimento econômico, turismo e assuntos ambientais, disse que, além de pouco mais de 400 mortes, entre 40 e 50 pessoas estão desaparecidas.

O gabinete do presidente Cyril Ramaphosa disse em comunicado na noite de sábado (17) que ele adiou uma visita de trabalho à Arábia Saudita para se concentrar no desastre. Ramaphosa se reunirá com ministros para avaliar uma resposta à crise.

Pillay disse que alguns hotéis em KwaZulu-Natal haviam relatado níveis de ocupação de até 70%, mas houve um número significativo de cancelamentos durante o movimentado fim de semana de Páscoa.

fonte: Agência Brasil

próximo artigoCopa da Inglaterra: Chelsea vence Crystal Palace e encara o Liverpool
Artigo seguinteNa ‘Páscoa da guerra’, Papa Francisco faz críticas implícitas à Rússia