Coreia do Sul confirma primeiro caso de febre suína africana

(Foto: Peter Andrews/Reuters)

O primeiro caso de febre suína africana foi confirmado pelo governo da Coreia do Sul. Segundo as autoridades, a febre é altamente contagiosa. Hoje (17), Kim Hyeon-soo, ministro da Agricultura, anunciou que na cidade de Paju, província de Gyeonggi, há confrmação de um caso de criadouro de porcos.

De acordo com o governo sul-coreano, nessa segunda-feira (16), foram encontrados cinco porcos mortos; os testes realizados nos animais confirmaram a infecção. O governo informou que todos os criadouros no País serão desinfetados e ainda vai averiguar se há outros casos suspeitos. Veículos que tenham entrado em criadouros de porcos ou fábrica de ração serão proibidos de movimentar pelas cidades.

Na China, vive quase a metade de todos os porcos do mundo. No País, a febre suína já se alastrou. Também na Coreia do Norte, a febre já se propagou. O Ministério da Agricultura do Japão tende a tomar medidas rigirosas para que a doença não afete o País. Embora, o contágio não foi confirmado.

As autoridades contestaram que a febre não é contagiosa aos humanos.

*Por Redação ZUG