Zagueiro Werley, do Atlético, e atacante Wellington Paulista, do Cruzeiro, em lance de clássico disputado em 2010

Goleada histórica livrou a Raposa do rebaixamento para a Série B em 2011

‘Jogo de vida ou morte’. É assim que o ex-jogador e ídolo do Cruzeiro, Wellington Paulista, define o clássico que terminou com a goleada histórica da Raposa por 6 a 1 no Atlético, em jogo pela última rodada do Campeonato Brasileiro, em 2011. Na época, o clube Celeste precisava da vitória para se livrar do rebaixamento.

Em entrevista ao The Player’s Tribune, o ex-atacante disse que a partida histórica foi a mais tensa em toda sua carreira. “E vou falar uma coisa pra você: tenso, tensão braba mesmo, de ficar com nó na garganta, perder o sono e tal, eu só senti uma vez. Te juro por Deus. Foi na semana daquele Cruzeiro x Atlético em 2011. Era a última rodada do Campeonato Brasileiro. A gente precisava vencer de qualquer jeito. Um empate não adiantava”, conta.

A tensão, no entanto, deu lugar à comemoração assim que a bola rolou em 4 de dezembro de 2011. Naquela tarde de domingo, na Arena Jacaré, o Cruzeiro goleou o Atlético por 6 a 1, com um dos gols assinado por Paulista, cravando a maior goleada em cima do rival. “E aí foi loucura total: o primeiro tempo acabou 4 a 0 pra nós! Os caras não viram a cor da bola. No segundo, um pouco mais relaxado, eu até já tinha desencanado”, relembra.

A partida histórica ainda é motivo de tietagem, segundo Paulista. No entanto, ele afirma que a provocação contra o Alvinegro é deixada apenas para a torcida. “Até hoje, quase treze anos depois, eu ainda trombo com torcedor que me pede pra tirar foto fazendo o 6 com as mãos. Eu acho engraçado, a gente ri junto, relembra os lances do jogo, mas deixo a provocação só pra torcida”, garante.

Wellington Paulista teve passagem marcante pelo Cruzeiro entre 2009 e 2012, quando disputou 160 partidas e fez 75 gols. Com a camisa Celeste ele foi campeão mineiro em 2009 e 2011. O atacante também participou das campanhas que consagraram o time Celeste como vice-campeões da Copa Libertadores em 2009 e no Campeonato Brasileiro de 2010. Paulista também figura como segundo maior artilheiro da Raposa no século, atrás apenas do atacante Fred.

próximo artigoAmérica: vitória sobre a Ponte Preta confirma força do Coelho jogando no Independência
Artigo seguinteAtlético aparece entre os melhores da Libertadores em vários fundamentos; confira
0 0 votes
Classificação
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários