O jogador de vôlei de praia Bruno Schmidt, de 36 anos, anunciou a aposentadoria neste domingo (22), durante entrevista ao programa Globo Esporte, da TV Globo. Campeão olímpico nos Jogos Rio 2016, em dupla como Alison Mamute, o atleta capixaba revelou o motivo que o levou a decidir pelo fim da carreira esportiva profissional.

“Não me vejo mais como atleta de alto rendimento, jogando da maneira como eu jogava lá atrás. Isso machuca muito, mais do que derrotas, do que dores. Eu não me vejo mais como em 2016. Eu me comparo com isso. Chegou o momento para mim”, disse Schmidt, eleito duas vezes o melhor jogador do circuito mundial (2015 e 2016). 

Referência do vôlei de praia do país, o jogador já traçou seu futuro pós-quadras. Graduado em Direito no ano passado, Schmidt quer aproveitar o tempo livre para estudar para o exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em fevereiro. Somente os aprovados na avaliação podem trabalhar como advogado. 

“Um dos motivos de estar parando é para ter tempo e energia para encarar esse novo desafio. Eu gosto disso, é o que me faz acordar cedo no dia seguinte”, disse o atleta.

A Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) também  prestou homenagem ao campeão olímpico em publicação no Instagram. “Bruno hoje se despede das quadras. Sentiremos falta dos seus lances mágicos, mas o orgulho e os aplausos são eternos! Seja feliz no novo caminho, campeão! Obrigado por tudo!”.

fonte: Agência Brasil

próximo artigoJustiça prorroga uso da Força Nacional em Brasília até 4 de fevereiro
Artigo seguinteRelatório aponta aumento de casos de intolerância religiosa no país