Thiago Neves destaca mudança no estilo de jogo e garante evolução da equipe nas próximas partidas

Depois da excelente partida no último domingo, quando o Cruzeiro venceu o líder Santos, no Mineirão, um grande ídolo da torcida reapareceu em campo com uma excelente exibição. Thiago Neves foi o autor da assistência para o primeiro gol da partida assinalado por Fred e marcou o segundo gol do time celeste, sacramentando a vitória no início da segunda etapa.

O camisa 10 falou sobre sua participação no jogo e projetou dias melhores nos embates que a equipe terá pela frente. Thiago Neves destacou a mudança no estilo de jogo da equipe, principalmente pelo elenco que a nova comissão técnica tem á sua disposição.

“Temos que ser ofensivos até porque precisamos ganhar o jogo. A gente precisa somar pontos e pelo time que a gente tem não podemos jogar recuados, não podemos esperar nenhum adversário, nem dentro de casa nem fora. É o estilo de jogo que eu gosto também, pelos nomes que tem na nossa equipe, mais agressivo, marcação sob pressão, posse de bola e qualidade a gente tem para ficar com a bola no pé. Então, o Rogério está começando a treinar isso e vamos aprimorar a cada dia, a cada semana para que nos jogos importantes, o time esteja bem afiado”, disse o craque.

Sobre essa intensidade da equipe, marcando sob pressão, empurrando o adversário no campo de defesa, Thiago foi questionado sobre o preparo físico da equipe. Para o meia, é melhor sempre ter a posse de bola do que correr atrás do adversário para tomar e tentar fazer o gol.

“Dá para controlar, temos jogadores experientes, cascudos, é melhor correr cinco metros para tomar a bola rápido do que correr 20 metros atrás da bola. Então é melhor ficar com a bola no pé e dar um pique curto para tentar roubá-la”, declarou.

Diante da evolução mostrada nessa primeira partida sob o comando do técnico Rogério Ceni, Thiago Neves foi perguntado sobre a ansiedade da equipe de demonstrar o mesmo futebol na segunda partida contra o Internacional pela semifinal da Copa do Brasil. O camisa 10 foi taxativo ao afirmar que a preocupação momentânea dele é com o Campeonato Brasileiro e os dois jogos difíceis que terão pela frente diante do CSA e do Vasco, para depois sim, pensar no 
Internacional.

“Não estou preocupado com o jogo do dia 4, é importante, mas ainda não. Estou preocupado com o CSA, que é importante a gente somar mais três pontos na tabela, depois o Vasco, aí sim, na semana de enfrentar o Internacional, o foco será total na Copa do Brasil, mas no momento é somar esses próximos seis pontos para sair o quanto antes lá de baixo na tabela de classificação”, relatou Neves.

Thiago Neves também falou sobre as cobranças da torcida quando o time permaneceu rodadas sem vitória no Campeonato Brasileiro. Para o camisa 10, a torcida estava no seu direito e que eles, os jogadores, também não estavam satisfeitos em campo, mas que agora a cabeça só esta voltada para ajudar o time a sair da parte de baixo da tabela e reaparecer no topo do futebol brasileiro, assim como foi nos últimos anos.

“Sou um dos principais jogadores do time, sou o camisa 10, nos momentos bons gosto de brincar, e nos momentos ruins eu também preciso botar a minha cara. Então a cobrança existe, podem me cobrar, não estou aqui para aparecer somente nos momentos de títulos, mas também nos momentos de cobrança e de crítica. Consegui absorver muitas coisas que eram importantes para mim, teve até uma conversa com os jogadores que me cobraram também, então já estou com outra cabeça, sabendo da importância que tenho para o time. E se eu tiver bem, tenho certeza que ajudo dentro de campo e o que mais quero é tirar o Cruzeiro dessa colocação e subir o quanto antes”, finalizou.