O argentino Lionel Messi derrotou o zagueiro Virgil van Dijk, do Liverpool, e o atacante Cristiano Ronaldo, cinco vezes vencedor do prêmio de melhor jogador do ano pela Fifa, para levar a premiação pela sexta vez nesta segunda-feira. Messi, que ganhou o título do Campeonato Espanhol com o Barcelona na temporada passada e a chuteira de ouro europeia, havia conquistado o prêmio da Fifa pela última vez em 2015.

O argentino levou a melhor sobre Van Dijk, zagueiro que transformou a defesa do Liverpool rumo à conquista da Liga dos Campeões e que ficou com o prêmio de melhor jogador europeu.

A vitória de Messi na Opera La Scala, em Milão, também marca um retorno ao domínio do meia-atacante argentino e de Cristiano Ronaldo, que só não conquistaram o prêmio uma vez desde 2007.

A co-capitã dos Estados Unidos Megan Rapinoe ganhou o prêmio de melhor jogadora do mundo depois de ajudar seu país a conquistar a Copa do Mundo este ano. Ela superou a co-capitã norte-americana Alex Morgan e a inglesa Lucy Bronze.

O goleiro brasileiro Alisson, do Liverpool, foi eleito o melhor goleiro do mundo.

Em um momento de emoção da cerimônia, a brasileira Silvia Grecco, mãe do palmeirense com deficiência visual Nickollas, conquistou o prêmio Fifa Fan Award, concedido aos torcedores que se destacaram no ano. Durante os jogos do Palmeiras, a mãe narra os lances para o filho.(Reuters)

próximo artigo“Pouco inteligente”, rebate vice do flamengo sobre delaração do presidente do Grêmio
Artigo seguinteTimóteo apresenta contas do segundo quadrimestre de 2019
0 0 votes
Classificação
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários