Mergulhado num mar de incertezas e início de desmanche do elenco, Cruzeiro encara o Oeste

As chances de rebaixamento à Série C são ínfimas: 0,01%, segundo o site Probabilidades no Futebol, da Ufmg. As de subir para a Primeira Divisão, também: 0,78%. E em meio a duas situações quase nulas, o Cruzeiro convive com uma outra realidade. A preparação para o duelo desta quarta-feira (13), às 21h30, no Independência, pela 34ª rodada da Segundona, se entrelaçou ao início do desmanche do elenco celeste.

Embora a temporada 2020 ainda não tenha terminado, o clube já se prepara para um novo ciclo. Já pensando nas competições do calendário 2021, em que se faz necessária uma repaginada em seu plantel, a Raposa deu fim ao contrato com o atacante Arthur Caike (agora atleta do Kashima Antlers, do Japão), enfrenta batalhas na Justiça com o zagueiro Dedé e o volante Jadson Silva e se vê inserido em um mar de várias incertezas.

O próprio técnico Luiz Felipe Scolari, que já tinha dado a deixa no final de 2020, de que mudanças ocorreriam logo no início de janeiro deste ano, não está garantido para a temporada que está por vir. Nos bastidores, o comandante tenta se alinhar com a cúpula estrelada, que conta com o diretor de futebol André Mazzuco como uma das novidades.

Uma das certezas até agora é a que o goleiro Fábio, com vínculo renovado até dezembro de 2021, permanecerá na Toca. Já outros atletas deverão definir sua situação nos próximos dias.

De qualquer modo, em meio a esse quadro, o Cruzeiro ainda tem cinco compromissos na Série B do Campeonato Brasileiro. Com 44 pontos, a Raposa tem pelo caminho, além do Oeste nesta quarta-feira, o Juventude (16/1; fora), o Operário-PR (20/1; casa), o Náutico (24/1; casa) e o Paraná (30/1; fora).

Até lá, novidades podem surgir. E, obviamente, o destino de Felipão e muitos de seus comandados será conhecido após a disputa da competição.

CRUZEIRO X OESTE
Motivo: 
34ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro
Data: 13/1/2021 (quarta-feira)
Horário: 21h30
Estádio: Independência
Cidade: Belo Horizonte
Arbitragem: Gilberto Rodrigues Castro Junior, auxiliado por Clovis Amaral da Silva e Ricardo Bezerra Chianca, todos pernambucanos
Transmissão: Globo, SporTV e Premiere

CRUZEIRO
Fábio; Cáceres, Manoel, Ramon e Matheus Pereira; Adriano, Jadson e Filipe Machado; Stênio (Marcelo Moreno), Airton e Rafael Sóbis
Técnico: Felipão

OESTE
Caíque França; Raí Ramos, Vitão, Maurício Barbosa e Rael; Lídio, Yuri e Caio; Pedrinho, Bruno Alves e Fábio
Técnico: Roberto Cavalo