A Rússia não deveria ter permissão para sediar eventos de futebol como a final da Liga dos Campeões depois que o presidente russo, Vladimir Putin, reconheceu duas regiões separatistas no leste da Ucrânia, disse o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, nesta terça-feira (22).

O Reino Unido afirmou que discutirá o local da final da Liga dos Campeões, programada para maio em São Petersburgo, com os órgãos competentes.

Questionado se ele pressionaria para que a final do torneio fosse transferida, Johnson disse aos parlamentares: “Acho inconcebível que grandes torneios internacionais de futebol possam ocorrer na Rússia após… a invasão de um país soberano”.

Nadine Dorries, ministra britânica do Esporte, afirmou que o Reino Unido levantará a questão com autoridades do futebol.

“Tenho sérias preocupações sobre os eventos esportivos que serão realizados na Rússia, como a final da Liga dos Campeões, e discutirei com os órgãos relevantes”, disse Dorries em um tuíte.

“Não permitiremos que o presidente Putin explore eventos no cenário mundial para legitimar sua invasão ilegal da Ucrânia.”

fonte: Agência Brasil

próximo artigoPL que legaliza jogos de azar deve ir à votação esta semana, diz Lira
Artigo seguinteSantana do Paraíso é selecionada para receber o projeto Minas LED
0 0 votes
Classificação
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários