Galo vence de virada e levará vantagem a Bogotá

O Atlético saiu em vantagem na luta por uma vaga na semifinal da Copa Conmebol Sul-Americana. Em jogo bastante movimentado, na noite desta terça-feira, o Galo venceu o La Equidad por 2 a 1, de virada, no jogo de ida das quartas de final.

Os mais de 21 mil Atleticanos que compareceram à Arena Independência, em Belo Horizonte, acompanharam uma partida emocionante e comemoraram muito os gols dos volantes Jair e Elias. Com o resultado positivo, o Galo elevou para 20 jogos a sua invencibilidade no Horto, onde ainda não perdeu em 2019.

A partida de volta acontecerá às 21h30 (Hora de Brasília) da próxima terça-feira (27/8), no estádio El Campín, em Bogotá, na Colômbia, com transmissão exclusiva do DAZN.

Antes de decidir a classificação no torneio continental, o Galo receberá o Bahia, às 11h deste sábado, novamente na Arena Independência, pelo Campeonato Brasileiro.

O JOGO começou com a equipe visitante se lançando ao ataque. Depois da boa defesa de Cleiton no chute de Ethan González, o árbitro marcou pênalti de Elias sobre Motta. Camacho fez a cobrança e abriu o placar para os colombianos. O Atlético não se abateu com o gol sofrido no início da partida e tomou conta do jogo a partir desse momento.

O empate quase veio aos onze minutos, quando Cazares cruzou pela esquerda e Ricardo Oliveira cabeceou na trave. No ataque seguinte, Cazares tabelou com Ricardo Oliveira e finalizou no canto direito do goleiro, que fez boa defesa.

Aos 20 minutos, Ricardo Oliveira arriscou de fora da área e a bola saiu rente à trave. Aos 24, o Camisa 9 recebeu passe de Chará e chutou cruzado para o corte da defesa colombiana.

O empate alvinegro aconteceu três minutos mais tarde. No lance, Cazares levantou a bola na área, Igor Rabello escorou e Jair acertou chute certeiro para igualar o marcador: 1 x 1.

Depois de receber passe de Fábio Santos, Vinícius tentou de fora da área e foi travado pelo defensor do La Equidad.

Logo depois, Ricardo Oliveira foi à linha de fundo e cruzou rasteiro para o corte da zaga. Em outra boa chance, aos 37, Cazares cobrou escanteio na segunda trave e Réver conseguiu o cabeceio, mas o goleiro Novoa evitou aquele que seria o segundo gol atleticano.

No lance, a bola ainda pegou no travessão depois da defesa do goleiro. Aos 44, Jair driblou seu marcador na entrada da área, chutou rasteiro e a bola saiu à esquerda do goleiro.

No último lance da etapa inicial, aos 47, Mahecha acertou o travessão de Cleiton, após cobrança de escanteio.

A equipe voltou para o SEGUNDO TEMPO com a mesma formação. Na primeira tentativa, Patric avançou livre pela direita e cruzou para o cabeceio de Ricardo Oliveira, defendido por Novoa.

Ethan González foi expulso aos nove minutos, recebendo o segundo cartão amarelo após cometer falta em Réver.

Chará recebeu a bola  na grande área e colocou a bola entre as pernas do zagueiro, mas a cobertura chegou e a defesa colombiana conseguiu afastar o perigo. Fábio Santos foi substituído por Otero, aos 17 minutos. Dois minutos depois, o árbitro marcou pênalti sobre Jair.

Cazares cobrou, o goleiro defendeu e, no rebote, Otero mandou para a rede, mas o gol foi anulado porque o venezuelano invadiu a área antes da cobrança. Aos 27, Otero recebeu passe de Patric pela direita, cortou para o meio e chutou colocado, por cima do gol.

Em seguida, Otero cobrou escanteio e Réver cabeceou por cima do gol. Cazares cruzou rasteiro pela direita, aos 30 minutos, e Ricardo Oliveira desviou para fora. Dois minutos depois, Jair deixou o campo para a entrada de Alerrandro.

Aos 34 minutos, Elias chutou de longa distância para superar o goleiro colombiano e decretar a virada atleticana: Galo 2 x 1.

O Galo seguiu no ataque, Cazares avançou pela direita e tocou para Otero, que foi desarmado. A bola ainda sobrou para o arremate de Ricardo Oliveira, defendido por Novoa. Aos 39, Luan entrou no lugar de Chará. Aos 46, Elias quase repetiu a dose em novo chute de fora da área, mas a bola saiu rente à trave.

No último ataque, Luan recebeu a bola na grande área pela direita e chutou cruzado, por cima do gol.