Crédito: Divulgação Atlético-PR

No sábado (6), antes do jogo contra o América-MG pelo Brasileirão, na Arena da Baixada, quase todos os jogadores do Atlético Paranaense entraram em campo usando uma camiseta amarela com os dizeres ‘vamos todos juntos por amor ao Brasil’. O ato foi relatado na súmula do jogo pelo árbitro Raphael Claus e pode ser investigado pela Fifa – a entidade proíbe manifestações políticas antes de partidas.

O texto que tem sido usado nas campanhas de apoiadores do candidato à presidência, Jair Bolsonaro. Além da camisa amarela usada por quase todos os jogadores – somente o zagueiro Paulo André se recusou a vesti-la — o Atlético também colocou mensagens no estádio, trocando a palavra “Furacão” pela palavra “Brasil” em uma faixa fica nas arquibancadas.

Muito embora o Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) não preveja sanções específicas para este tipo de incidente, há possibilidade de a procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) abrir investigação baseado em artigo que prevês “casos especiais”.

Recentemente, o volante do Palmeiras, Felipe Melo, dedicou um gol a Bolsonaro em entrevista pós-jogo do Brasileirão e entrou na mira do STJD. Houve a possibilidade de abertura de procedimento contra o atleta, mas não houve avanço.

No entanto, mesmo se o STJD não avançar na denúncia, a própria Fifa pode fazê-lo através de seu “Comitê Disciplinar”.

próximo artigoSassá, Mayke e Diogo Barbosa podem pegar até 12 jogos de gancho no STJD
Artigo seguinteZagueiro Léo rechaça favoritismo e aposta em grandes duelos com o Corinthians