Em estreia na capital, Atlético goleia o Tupynambás por 5 a 0 e assume ponta do Mineiro

A melhor defesa é o ataque. No caso do Atlético, esta máxima utilizada nas estratégias de guerra e também no futebol, serviu perfeitamente neste domingo (26). Na goleada por 5 a 0 sobre o Tupynambás, em jogo da segunda rodada do Campeonato Mineiro, três gols foram marcados por atletas do setor defensivo: o zagueiro Gabriel, o lateral-direito Maílton e o lateral-esquerdo Fábio Santos correram para os braços da Massa presente ao Horto.

Num jogo em que a equipe de Juiz de Fora não mostrou dificuldade alguma aos comandados de Dudamel, principalmente após perder o goleiro Renan Rinaldi, lesionado, e o camisa 2 Henrique, expulso, ainda no primeiro tempo, o alvinegro mostrou sua força, deixou o gramado com a goleada e também mantendo o 100% de aproveitamento no Estadual e também na temporada.

Reestreante em Belo Horizonte, o zagueiro Gabriel foi quem abriu o placar, de cabeça, aos 32 minutos da primeira etapa. Questionado antes do empréstimo ao Botafogo, time em que se tornou ídolo da torcida, ele voltou como titular absoluto do venezuelano e, aos poucos, vai caindo nos braços da torcida do clube em que foi formado. Anotar um tento, de cabeça, fez cair o rótulo de baixinho. Papai de primeira viagem, ele homenageou a esposa, grávida, e o bebê que estar a caminho.

Oito minutos depois, foi a vez de um outro debutande deixar sua marca. Substituindo o titular Patric e tendo chance de ouro, o paranaense Maílton soltou uma bomba de fora da área e correu para o abraço. Com 1,69m de altura, o lateral fez valer o status de destaque da Série B de 2019, quando defendia o Operário, e vira grande opção para a sequência de 2020. O cartão de visitas, inclusive, foi o melhor possível.

Na segunda etapa, foi a vez do velho conhecido Fábio Santos deixar o dele. Acionado para mais uma cobrança de pênalti, assim como foi na vitória por 1 a 0 sobre o Uberlândia, ele fez o que sabe de melhor, estufou as redes e chegou ao 20º gol com a camisa do Atlético, em 205 partidas disputadas desde que foi contratado pelo clube mineiro.

Para tirar a zica, o questionado argentino Franco Di Santo foi o responsável pelo penúltimo grito de gol neste domingo. Completando 25 jogos pelo Galo, ele quebrou um jejum e fez o quinto tento pelo alvinegro. Com isso, ganha moral com o comandante venezuelano e pode seguir como dono da posição.

O quinto e derradeiro gol foi marcado pelo garoto Bruno Silva. Acionado novamente por Dudamel para entrar com a bola já rolando, ele matou no peito, girou e fez o primeiro gol com a camisa atleticana. Momento único para o camisa 17.

Na próxima rodada, o Atlético encara o Coimbra, também em BH. O jogo, marcado para às 21h30 da próxima quarta (29), acontecerá no Independência, mas o Galo atuará como visitante, já que a equipe de Contagem manda os confrontos na Arena da capital.

Ficha do Jogo – Atlético 5 x 0 Tupynambás

Atlético
Michael; Maílton, Igor Rabello, Gabrile e Fábio Santos; José Welison, Jair (Ricardo Oliveira), Allan e Hyoran (Bruninho); Edinho e Di Santo (Bruno Silva)
TÉCNICO Rafael Dudamel

Tupynambás
Renan (Bruno); Henrique, Adriano, Diego Augusto e Lúcio; Léo Salino, Allan, Sávio e Ygor; Vanger (Weldon Grafite) e Ademílson (Sílvio Gomes) TÉCNICO Zé Luiz

GOLS Gabriel aos 32 min. e Maílton aos 40 min. do primeiro tempo, Fábio Santos, aos 3, Di Santo aos 12 e Bruno Silva aos 23 minutos da etapa final (Atlético)

CARTÃO AMARELO Vanger (Tupynambás)

CARTÃO VERMELHO Henrique (Tupynambás)

ARBITRAGEM Wanderson Alves de Souza, auxiliado por Guilherme Dias Camilo e Marcus Vinícius Gomes

LOCAL Independência

PÚBLICO 13.065 presentes
RENDA  R$ 151.890