Clube paulista acertou na CNRD a quitação de débito de R$ 14 milhões e não corre mais risco de ficar impedido de inscrever novos jogadores

Um dos concorrentes do América na luta pelo acesso a elite do futebol brasileiro, a Ponte Preta trabalha para evitar novo “transfer ban” em decorrência de dívidas. O clube de Campinas chegou a um acordo com a Câmara Nacional de Resolução de Disputas (CNRD) da CBF para pagar R$ 14 milhões.

A Ponte Preta apresentou seu Plano de Parcelamento Coletivo de Débitos (PPCD), que foi aceito pela CNRD, resultando na suspensão imediata das execuções de “transfer ban”.

O acordo é para pagamento de 90 processos desde 2018 movidos por ex-jogadores, treinadores, agentes e clubes que cobram dívidas da Ponte Preta.

“O aceite da CNRD afasta o clube de novas punições como as ocorridas no ano passado, que chegaram a impedir a contratação de novos jogadores para a disputa da Série B do Brasileiro”, informou o clube.

Depois de empatar em casa com o Coritiba, por 1 a 1, a Ponte Preta volta a campo no próximo domingo (28), às 18h, para outro confronto complicado neste início de Série B. Enfrentará o Goiás no estádio Hailé Pinheiro, em Goiânia (GO). Assim como o Coritiba, o time goiano estava na elite em 2023.

América e Ponte Preta vão se enfrentar pela nona rodada da Série B, em partida marcada o dia 7 de junho (sexta), no Independência, ainda em horário a ser confirmado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

próximo artigoLéo sobre saída traumática de Fábio no Cruzeiro: ‘Eu assustei e ele também’
Artigo seguinteAtlético x Cuiabá é chance para reservas do Galo; veja quem pode ser titular

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here