Após golear a Bolívia por 5 a 1 na estreia do técnico Fernando Diniz, a seleção brasileira terá uma missão, em tese, mais complicada nesta terça-feira (12/9). O time verde e amarelo encara o Peru às 23h (de Brasília) no estádio Nacional, em Lima, pela segunda rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo.

A posição dos peruanos no ranking da Fifa aponta a disparidade em relação aos bolivianos. O próximo adversário do Brasil é o 21º, enquanto o último figura em 83º. Se o degrau a ser superado agora é mais alto, o histórico do duelo, porém, gera confiança em uma vitória do time de Neymar e companhia.

A seleção brasileira nunca perdeu para a peruana nos 13 jogos em que se enfrentaram pelas Eliminatórias. O retrospecto geral do confronto confirma a freguesia do país de cultura inca: em 50 partidas, foram 36 vitórias do Brasil, nove empates e apenas cinco derrotas.

O meio-campista Bruno Guimarães, um dos destaques diante da Bolívia, admite o favoritismo, mas não acredita em vida fácil para a equipe verde e amarela. “Somos a Seleção Brasileira, entramos como favoritos sempre, mas será um jogo difícil”, afirmou.

“Vamos tentar pressionar e ficar com a bola, não fugiremos da nossa característica. Será um grande teste, porque jogar aqui é sempre complicado. Eles vêm com a força da torcida, e teremos que ser muito bons com e sem a bola”, completou o jogador do Newcastle, da Inglaterra.

Bruno deve começar novamente entre os titulares, pois a tendência é que Fernando Diniz repita a escalação da goleada sobre os bolivianos em Belém, na última sexta-feira (8/9). O zagueiro Gabriel Magalhães, que deixou o estádio Mangueirão com dores na coxa direita, está recuperado.

Peru

A seleção peruana vem de empate fora de casa com o Paraguai, por 0 a 0, na estreia pelas Eliminatórias. Para enfrentar o Brasil, o técnico Juan Reynoso perdeu o lateral-direito Luis Advíncula, expulso na partida anterior, e preencherá a vaga com Aldo Corzo.

O destaque da equipe é o centroavante Paolo Guerrero, de 39 anos. O jogador, com passagens no Brasil por Corinthians, Flamengo, Internacional e Avaí, atualmente defende a LDU, do Equador.

Brasil x Peru

Brasil: Ederson; Danilo, Marquinhos, Gabriel Magalhães e Renan Lodi; Casemiro, Bruno Guimarães e Neymar; Raphinha, Richarlison e Rodrygo. Técnico: Fernando Diniz

Peru: Gallese; Aldo Corzo, Miguel Araujo, Luis Abram e Miguel Trauco; Renato Tapia, Yotún, Wilder Cartagena e André Carrillo; Andy Polo e Paolo Guerrero. Técnico: Juan Reynoso

Motivo: 2ª rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo
Data e horário: 12 de setembro de 2023, terça-feira, às 23h (de Brasília)
Local: Estádio Nacional do Peru, em Lima

Árbitro: Fernando Rapallini (Argentina)
Auxiliares: Diego Bonfa (Argentina) e Facundo Rodríguez (Argentina)
VAR: Germano Delfino (Argentina)

próximo artigoEquipes de quatro países auxiliam no resgate de vítimas no Marrocos
Artigo seguinteAtlético vai enfrentar o Botafogo com retrospecto em BH a seu favor
0 0 votes
Classificação
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários