Foto: Reprodução
Em entrevista concedida na manhã desta quarta-feira, 19, para a CBN e G1, o candidato do PDT à Presidência da República, Ciro Gomes, disse que se eleito vai mudar a política de preços em vigor hoje na Petrobras, que ele classificou de “perversa”.

De acordo com o candidato, a política tem o governo Temer “protegendo a perversão dos acionistas minoritários” ao privilegiar a cotação internacional, em dólar, levando a “alta nos preços do combustível ao consumidor e no preço do botijão de gás para as donas de casa”.

Ciro destacou ainda que os preços incluirão os custos lastreados no real, somado aos gastos da estatal e o que ela precisa para investir. “Junto com a Venezuela, o Brasil é a maior reserva de petróleo das Américas. Podemos ser a maior reserva do mundo. Dá pra transformar o Brasil em uma grande sociedade de classe média em poucos anos”, avaliou.

Segundo Ciro, uma das propostas é acabar com a importação de combustível. “Temos capacidade ociosa de produção”, disse. “O Brasil tem 40% capacidade de refino de óleo diesel, gasolina e gás parados e compra gasolina dos EUA em dólar. Alguém, pelo amor de Deus, justifica isso pra mim?”, questionou.

Fonte: Estadão
próximo artigoMédicos vetam entrevista online de Jair Bolsonaro
Artigo seguintePortões da Usipa estarão abertos para o público neste fim de semana
0 0 votes
Classificação
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários