Dólar sobe no exterior e frente ao real à espera de Powell no Senado dos EUA

    Imagem: Reprodução
    O dólar opera em alta moderada no mercado doméstico na manhã desta terça-feira, 17, com investidores ajustando posições em meio ao fortalecimento da moeda americana ante seus pares principais e a maior parte das principais divisas emergentes e ligadas a commodities.

    Com a agenda interna fraca, o catalisador principal da demanda pela divisa americana é a espera do depoimento do presidente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell, no Comitê Bancário do Senado, a partir das 11h (de Brasília), quando o dirigente pode dar novas sinalizações para a política monetária dos EUA.

    A queda da libra também contribui para apoiar as compras da moeda americana, depois que o presidente do Banco Central da Inglaterra (BoE), Mark Carney, disse que sem um acordo do Brexit (saída do Reino Unido da União Europeia) as consequências para a economia seriam “grandes”, o que poderia influenciar nas taxas de juros.

    Mais cedo, a libra havia subido ante o dólar, reagindo aos números positivos do mercado de trabalho do Reino Unido, que reforçaram a aposta em alta de juros no próximo mês pelo Banco da Inglaterra.

    Às 9h25 desta terça, o dólar à vista subia a R$ 3,8703 (+0,21%), enquanto o dólar futuro de agosto estava em alta de 0,28%, aos R$ 3,8780. Em Nova York, o euro estava a US$ 1,1702, ante US$ 1,1714 no fim da tarde de segunda-feira, 16. O dólar subia a 112,60 ienes, de 112,30 ienes no fim da tarde de ontem. E a libra recuava a US$ 1,3184, ante US$ 1,3237 no fim da tarde de segunda.