Superintendente de saúde alerta para o grave cenário da pandemia no Vale do Aço

Nesta terça-feira (09), 10.600 doses da vacina Coronavac, do Instituto Butantã, começaram ser destinadas as 35 cidades da macrorregião do Vale do Aço. Mas a boa notícia acaba aí. Segundo o superintendente regional de saúde, Ernany de Oliveira Duque Júnior, a situação da pandemia é gravíssima na região. O Vale do Aço está numa escalada de aumento de casos de covid-19 e de ocupação de leitos de UTI acima dos 90%. E ele não descarta que a região entre na onde roxa, do programa Minas Consciente. Para evitar as medidas mais restritivas, só com a mudança repentina de comportamento da população. Confira os detalhes na entrevista coletiva concedia à imprensa.

próximo artigoChamado de ‘hipócrita’ por pedir pausa do futebol na pandemia, Lisca responde Richarlyson
Artigo seguinteAmérica treina firme e segue se preparando para enfrentar a Caldense