Obras de drenagem na avenida Brasil, no bairro Iguaçu, em Ipatinga, avançam no 1º quarteirão

foto: PMI

Substituição de tubulação amplia a capacidade de escoamento de águas pluviais em trecho central da via, ponto de históricos alagamentos

A abertura de valas para canalização de águas pluviais na Avenida Brasil, no bairro Iguaçu, entre a rua Berilo e a avenida Altina Gonçalves, continua avançando. As intervenções no local chegam a 50% da execução, conforme informa a Secretaria de Obras do município. Nesta segunda-feira (8), a empresa contratada pela Administração trabalha no reaterro e compactação de vala no primeiro quarteirão em que foi aberta para instalação da nova rede, além da concretagem de cinco lajes das caixas dos poços de visitas (PVs).

O objetivo é solucionar um problema histórico de alagamento no local. Num serviço bastante delicado, que exige escavações profundas, está sendo reconstruída no trecho a rede de drenagem da avenida. E as bocas de lobo serão duplicadas.

Comerciantes e moradores relatam que, por falta de vazão, há 30 anos a água entra nos estabelecimentos e residências nas proximidades, sempre que ocorrem chuvas mais fortes. O trabalho se estenderá por quase 250 metros, e em alguns pontos os canais chegam a quatro metros de profundidade. A atual tubulação de 800 milímetros está sendo substituída por outra de 1.200 mm. Em função desse problema antigo, além da avenida os alagamentos acontecem nas ruas Esmeralda, Berilo e Caetés.

“Hoje, vendo essas obras, temos a certeza de que Ipatinga é a cidade dos milagres. Desde o início do governo, temos recebido várias reclamações em relação a esse problema da avenida Brasil e entorno, e agora estamos conseguindo resolver esse drama antigo”, comentou o prefeito, Nardyello Rocha.

Além das obras de drenagem, a Prefeitura de Ipatinga realiza a pavimentação da avenida Brasil, uma das mais importantes vias da cidade. Os recursos para execução das obras são provenientes do Finisa – Programa de Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento. Foram captados pela atual gestão do município em condições especiais, junto à Caixa Econômica Federal, sendo parte de um total de R$ 73 milhões separados para viabilização do programa municipal ‘Nova Ipatinga’.