Decisões isoladas dos prefeitos do Vale do Aço sobre o comércio estão na mira do Ministério Público

O Ministério Público propôs, nesta sexta-feira, aos prefeitos de Ipatinga, Coronel Fabriciano, Timóteo e Santana do Paraíso que se reúnam para que tomem decisões, em conjunto, sobre a flexibilização do comércio no Vale do Aço, enquanto durar o estado de calamidade pública.

E na quinta-feira (2), o Ministério Público anunciou a doação de recursos à prefeitura de Ipatinga para compra de 1.600 kits de testes rápidos de identificação do coronavírus. Segundo o prefeito, Nardyello Rocha, nem 7% dos casos suspeitos puderam ser testados, por conta da falta desse material. A previsão é de que os testes cheguem em 12 dias.