Cerca de 700 pessoas são barradas na rampa de voo livre, em Santana do Paraíso

Mesmo com as barreiras metálicas e decretos que proíbem aglomeração ou qualquer evento na rampa de voo livre José Paulino, em Santana do Paraíso, muitas pessoas ainda insistem em frequentar o local. No último fim de semana, a fiscalização no local foi intensificada e mais de 70 pessoas que estavam no local foram retiradas e outras 664, que chegavam, foram proibidas de entrarem, conforme informaram os fiscais de postura da Prefeitura de Santana do Paraíso.

A medida proibitiva foi decretada pelo Governo Municipal com objetivo de conter o avanço de contaminação do novo coronavírus. Em Santana do Paraíso, 17 pessoas já perderam a vida por complicações da Covid -19.

Essa foi mais uma operação com a parceria da Polícia Militar. Na última semana, 16 pessoas que se juntavam na rampa foram removidas e outras 163 foram impedidas de entrar. Os números para denúncias de aglomeração no local e em estabelecimentos que estão fechados por força judicial – bares, restaurantes e lanchonetes – são 31 3251 5459, Fiscalização, e 3251 5485, Polícia Militar.